HOTTES SOBRE BANCADA

 

A linha de hottes sobre bancada está dividida em três modelos distintos: A Cairo, a VWS e a PMMA. Cada uma delas tem características diferenciadoras, partilhando apenas o facto de necessitarem de uma bancada.

De resto, os materiais, desenho e finalidade diferem entre as hottes, o que permite ter uma linha mais ampla e completa. No entanto, estas hottes são mais simplistas que as linhas anteriormente apresentadas, não havendo a possibilidade de adaptação dos serviços que o utilizador possa necessitar.

 

Esta linha de hottes da Industrial Laborum é desenvolvida em conformidade com as normas:

 

EN 14175-1:2003 – Hottes de Química – Parte 1: Definição e Dimensões.

EN 14175-2:2003 – Hottes de Química – Parte 2: Requisitos de Desempenho e Segurança.

EN 14175-3:2003 – Hottes de Química – Parte 3: Métodos de Ensaio Tipo.

EN 13150:2001 – Bancadas para Laboratório – Dimensões, Requisitos de Segurança e Métodos de Teste.

EN 61010-1:2001 – Requisitos de segurança para equipamentos eléctricos para medição, controlo e uso em laboratório – Parte 1: Requisitos gerais.

EN 61326-1:2006 – Equipamentos eléctricos para medição, controlo e uso em laboratório – Requisitos de compatibilidade electromagnética – Parte 1: Requisitos gerais.

Marcação CE segundo as directivas: 2014/30/EU (Compatibilidade electromagnética) e 2014/35/EU (baixa tensão).

 

 

CAIRO

 

Hotte Cairo desenvolvida para trabalhos laboratoriais que constituam um elevado risco para os utilizadores. É uma hotte constituída por duas zonas distintas: corpo exterior e corpo interior.

O corpo exterior é fabricado em chapa de aço revestida a pó de resinas epóxi-poliéster e serve de suporte ao corpo interior e aos serviços que estão localizados nas laterais.

O corpo interior é a parte em contacto directo com os vapores químicos e é feito em compacto laminado. O modelo standard é fornecido sem qualquer serviço, sendo apenas fornecido com um sistema de controlo simples CAV (Volume de Ar Constante).

VWS

 

Hotte VWS desenvolvida para pequenos trabalhos laboratoriais, fabricada integralmente em chapa de aço revestida a pó de resinas epóxi-poliéster.

Esta hotte está dividida em duas partes: o corpo e a superfície de trabalho (amovível). É uma hotte que não prevê a integração de serviços e é apenas fornecida com uma botoneira ON/OFF, que permite ligar e desligar a luz e a extração do ar.

PMMA

 

Hotte PMMA, também referida como hotte acrílica. É uma hotte desenvolvida para pequenos trabalhos laboratoriais.

É uma hotte que está dividida em 4 partes:

Corpo estrutural fabricado em chapa de aço revestida a pó de resinas epóxi-poliéster e serve de suporte a toda a estrutura da hotte. É nesta parte que encontramos os niveladores que permitem que a superfície de trabalho esteja sempre nivelada e estabilizada.

Janela frontal articulada com dobradiças de abertura máxima de 180º e pode ser fabricada em polimetil metacrilato cristalino ou em vidro.

Paredes laterais fabricadas em polimetil metacrilato ou em chapa de aço revestida a pó de resinas epóxi-poliéster.

Superfície de trabalho fabricada em chapa de aço inoxidável ou em grés cerâmico contínuo.

Esta hotte permite a integração de tomadas eléctricas no interior da hotte e é fornecida com duas botoneiras ON/OFF para ligar e desligar a luminária e a extração em acções independentes.